terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Como chamar a atenção e conquistar seu cliente

16:00

  • SIGA

  • PARTILHE |

Como chamar a atenção e conquistar seu cliente

No mundo dos negócios conquistar os clientes é a coisa mais importante. Saiba como chamar a atenção e conquistar seu cliente.


Você já ouviu a expressão “Conteúdo é rei”? É um mantra repetido incansavelmente quando se fala de qualquer tipo de mídia online. Não é à toa.

Afinal, essa expressão é muito verdadeira. Porém, no mundo de hoje, precisamos de mais Contexto.

Um dos principais fatores que influenciam o sucesso de um negócio é o marketing. Embora os mecanismos de marketing tenham evoluído bastante até o que temos, muitos aspectos continuam os mesmos de 20 anos atrás.

Funcionava assim: você pagava por um anúncio bem grande, na cara do cliente em potencial (fosse por TV, rádio, outdoor, etc.) e brigava pela atenção dele em um espaço que abrigava todos os seguimentos.

Apesar de vivermos uma transformação na maneira como se faz marketing, o objetivo continua o mesmo, ainda indispensável: Atrair a atenção do seu cliente!

Aqui cabe uma curiosidade: você sabia que atualmente a cada 48 horas é produzida uma quantidade de conteúdo, em volume, equivalente a tudo que havia sido produzido desde o início da humanidade até o ano de 2003?

Hoje em dia seu usuário precisa se importar com você, com o que você fala e com o que você expõe. Você precisa fazer parte da vida e do contexto daquele usuário para que seu conteúdo se destaque no meio de todo esse volume.

O usuário está mais do que nunca inundado por propagandas e campanhas, muitas vezes incômodas. Veja aqueles anúncios no início dos vídeos do YouTube: quantos de nós simplesmente pulam aqueles anúncios e, com 10 segundos de vídeo, sequer lembramos do que se tratava?

Vivemos em uma época na qual o usuário tem voz e reação perante o mundo das campanhas. Cada vez mais, o usuário influencia quem serão seus próximos clientes. Para não ficar para trás ou se perder dentre as milhões de campanhas, fique atento a alguns fatores.

Saiba o que seu usuário faz, o que ele gosta!


Pegue aquele usuário que comprou na sua loja uma vez, ache ele no Facebook, no Twitter, em todos os lugares, veja aquele comentário intenso sobre como o time dele ganhou sobre o rival e mande uma camisa da time para ele como presente pela primeira compra na sua loja.

Ele nunca se esquecerá da compra que fez na sua loja. Na próxima vez em que considerar comprar algo que talvez você venda, sua loja será a primeira a passar pela mente dele.

Digo mais ainda. Certamente ele ficará imensamente feliz em recomendar seu negócio, e aquele presente de 100 reais que você achava caro demais para enviar a um usuário que gastou 20 reais, vai se transformando em múltiplas vezes esse valor, em vendas indiretas.

Você gera valor para o seu usuário?


Isso mesmo! Vou repetir a pergunta. Você gera valor para o seu usuário? Pode parecer bobagem, mas os usuários hoje estão acostumados a distinguir aquilo não acrescenta nada a eles. Não é por acaso que branding é a pauta da vez: as pessoas tendem a prestar mais atenção se confiam em você.

Tente gerar um conteúdo que agregue valor ao seu usuário. Assim, quando quiser que ele te dê retorno, na mente dele sempre haverá uma voz dizendo: “Poxa, ele já me ajudou tanto, o que ele fala realmente faz sentido, isso aí que ele está vendendo pode ser bom.”

Esse voto de confiança é o motivo pelo qual os influenciadores são tão procurados pelas grandes marcas e têm papel tão importante no marketing atual.

Saia um pouco do modo de venda! Seja mais humano


Não pode comprar um presente? Simples, ligue para o seu usuário para agradecer pela compra. Isso mesmo. Ligue para ele e siga o seguinte diálogo:

— Alô? Fulano? Aqui é da loja ABC, estamos ligando para agradecer pela compra que você fez na nossa loja. Obrigado.

E é isso, não tente vender nada, apenas agradeça. A maioria dos usuários vai responder com cinismo, vai pensar “Lá vem ele tentando me vender mais alguma coisa”, afinal, é isso que todos fazem.

Mas quando a ligação terminar e o usuário constatar que não houve nenhum motivo além do agradecimento, todo esse cinismo vai embora e no lugar entra o sentimento de surpresa e humildade, um grande “Caramba, por essa eu não esperava”. E isso é aquela atenção que buscamos desde o início.

Adotando este tipo de estratégia, você recebe muito mais do que a atenção do seu usuário. Ele se tornará fiel à sua loja e a recomendará. Esse tipo de comportamento funciona para todos os pontos do seu funil.

Conclusão


Seja mais humano, interaja de forma mais íntima com o seu usuário. A humanização do relacionamento loja-usuário não é só uma tendência, é uma evolução do atendimento ao cliente e traz benefícios para ambos os lados.

O usuário quer se sentir valorizado e respeitado por ter escolhido sua loja/produto, dentre tantas opções. Dê ao usuário uma experiência diferenciada e ele se tornará sua mais eficiente ferramenta de marketing.

Afinal, ainda não inventaram nada mais eficiente que a boa e velha recomendação. O que você pretende fazer para deixar sua empresa mais humana? [Exame]

0 comentários:

Enviar um comentário

 

© 2013 DailyNegócios - Notícias sobre negócios e empreendedorismo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top