sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Plantas aumentam a produtividade no ambiente de trabalho

14:49

  • SIGA

  • PARTILHE |

Se quiser aumentar a produtividade no ambiente de trabalho esqueça os móveis caros e os equipamentos cheios de funções, basta decorá-lo com plantas.

Tal é a conclusão de uma pesquisa realizada pela Universidade de Queensland, que descobriu que um escritório decorado com plantas pode aumentar em até 15% a produtividade dos funcionários.

Este é o primeiro estudo científico a analisar os efeitos das plantas num ambiente de trabalho a longo prazo, tendo também descoberto que as plantas também melhoram a satisfação e a qualidade de vida dos empregados.

Segundo Alex Haslam, professor da Universidade de Queensland e co-autor da pesquisa, um escritório mais "verde" ajuda o profissional a ficar fisicamente, mentalmente e até emocionalmente mais envolvido no seu trabalho.

O estudo, realizado em parceria com as universidades de Cardiff, Exeter e Groningen, analisou o impacto de um ambiente sem plantas e um ambiente com plantas nos funcionários de grandes escritórios comerciais no Reino Unido e na Holanda.

De forma concreta, os pesquisadores monitorizaram os níveis de produtividade dos empregados durante dois meses e também entrevistaram as pessoas para saber as suas percepções acerca da qualidade do ar, concentração e satisfação no ambiente de trabalho.

As pessoas que estavam no ambiente de trabalho com plantas mostraram-se mais satisfeitos e afirmaram ter percebido melhor qualidade no ar. Para Haslam, o retorno que uma empresa tem ao investir no paisagismo é uma equipa de trabalho mais satisfeita e produtiva.

Para o mesmo investigador, estas descobertas desafiam filosofias empresariais modernas que sugerem que um ambiente enxuto traz mais produtividade, uma vez que obtiveram resultados totalmente opostos e que favorecem a utilização de plantas. [info]

0 comentários:

Enviar um comentário

 

© 2013 DailyNegócios - Notícias sobre negócios e empreendedorismo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top