sexta-feira, 11 de julho de 2014

4 armadilhas que podem destruir a sua startup

15:33

  • SIGA

  • PARTILHE |

4 armadilhas que podem destruir a sua startup
O estilo de vida de um empreendedor é sedutor, no entanto, a realidade é que geralmente não é fácil.

Se você tiver a mentalidade e estômago para aturar uma enorme quantidade de risco e falhas provavelmente estará mais talhado para esse estilo de vida.

Se você, na verdade, acha que está pronto e pensa ter uma ideia que é revolucionária, há uma série de armadilhas que você precisa de evitar logo no início da startup. Conheça algumas armadilhas. 

1. Aperfeiçoar demasiado o seu produto inicial


Você tem a sua grande ideia nova e você começa a desenvolver o produto ou serviço. Você vai perceber que se torna realmente fácil ficar empolgado com a adição de um rol de coisas desnecessárias.

O resultado é que você, inadvertidamente, cria um produto que tem sete opções diferentes para o cliente escolher, deixando-o numa posição que é impossível verificar o que o cliente gosta e não gosta - se funciona ou não. Para evitar esta falha comum, criar e teste um conceito de cada vez.

2. Assumir que as pessoas vão realmente pagar por isso


Um dos maiores e mais comuns erros que os novos empresários cometem é procurar a validação dos seus amigos e familiares sobre a sua ideia. Cuidado, os seus amigos e familiares alteraram as percepções da realidade quando porque gostam de si.

Eles vão ser naturalmente emocionais na sua crítica, ou a falta dela, o que significa que você não está a receber um feedback honesto. Em vez disso, peça-lhes para pagar com antecedência o seu novo produto. Se eles aceitarem, você provavelmente tem alguma coisa.

3. Não compreender os seus custos


Há uma série de itens que são comummente perdidos quando se olha para os custos globais, especialmente no início e no que diz respeito às empresas que fabricam algo. Estes custos geralmente aparecem muito tempo depois das contas serem pagas.

Geralmente incluem coisas como o transporte acelerado devido a atrasos na fabricação, assim como relativos ao custo de vida e de moldes - muitos dos itens envolvidos na produção têm vida útil definida. 

Enquanto você estiver a crir os seus modelos e orçamentos financeiros, coloque uma almofada relacionada com os seus custos de fabricação e envio de pelo menos 20 por cento, se não mais, para dar conta dessas despesas.

4. Deixar de entender as suas margens


Quando se trata de negócios, e mais particularmente na geração de receita por meio de vendas, é fácil pensar apenas em quanto dinheiro você vai fazer. Embora isso seja muito importante, você também deve pensar sobre o potencial de receita que os seus futuros vendedores, distribuidores e varejistas terão.

Se eles não têm a capacidade de ganhar uma quantidade razoável de dinheiro, eles não vão estar motivados para vender o seu produto. Isso geralmente acontece como resultado de margens que são muito curtas, ou simplesmente de ganância, sendo ambas más para o negócio.

Em vez disso, aumente as suas margens de agregação de valor ao produto para que haja dinheiro suficiente para distribuir por todas as partes envolvidas Lembre-se, todo mundo precisa de ganhar para que o produto seja bem-sucedido. [Entrepreneur]

0 comentários:

Enviar um comentário

 

© 2013 DailyNegócios - Notícias sobre negócios e empreendedorismo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top